quinta-feira, 18 de janeiro de 2018

Através do facebook


Acho tão mas tão triste saber de coisas importantes de pessoas que considero serem meus grandes amigos pelo facebook. Fiquei a saber pelo facebook que um casal de amigos (daqueles mesmo importantes para mim) vão ter um bebé. Pelo facebook? a sério?

quarta-feira, 17 de janeiro de 2018

terça-feira, 16 de janeiro de 2018

Olá Netflix

Tenho netflix. 
Como é que nunca me interessei por aquilo?? Tem tudo, tudo o que interessa esta lá.

segunda-feira, 15 de janeiro de 2018

Fins de semana por casa

Acordar tarde, lanchar coisas boas, arrumar a casa, jantar com amigos (...) só podem ser fins-de-semana bons.

sexta-feira, 12 de janeiro de 2018

O que é o hygge?

"O que é o hygge? 

Valioso fenómeno cultural criado na Dinamarca, um dos países mais felizes do mundo, que consiste na arte de criar uma sensação de aconchego, conforto da alma, tranquilidade e bem-estar, através da valorização de cada momento e de nos rodearmos de tudo o que nos faz sentir bem.
O hygge é uma descoberta pessoal que parte de vivenciar os nossos cinco sentidos, de modo a ficarmos mais conscientes do que nos rodeia, associando-se ao prazer de estarmos presentes em cada momento, procurando a felicidade nas coisas mais simples da vida, tornando-as grandes e preciosas. Esta é uma forma práctica de contrariar um estilo de vida veloz e ocupado. Para tal, precisamos de desenvolver a nossa capacidade de "ser" e de "estar", criando espaço para sonhar e descobrir aquilo que nos pode trazer a verdadeira alegria de viver.
Sentirmo-nos bem, o conforto do nosso lar e apreciar bons momentos com entes queridos estão no topo das prioridades diárias do hygge. O mais importante é vivermos uma vida plena, repleta de significado, alimentada pelo amor daqueles que nos são queridos e guiada pelos nossos sonhos e paixões.
O hygge trata de atmosfera e experiência, e não de coisas. Um dos padrões mais coerentes na pesquisa da felicidade é a pouca diferença que o dinheiro faz. Se te chegar para viver, não serão mais umas quantas notas por mês que vão mover a agulha no que toca à felicidade. Não se pode comprar o ambiente nem o convívio certos. Não se pode ter hygge quando se tem pressa ou se anda stressado. Quando mais te opuseres ao consumo, mais hygge terás. Quanto mais simples for uma actividade, mais hygge esta será. Esta filosofia de vida pode ser péssima para o capitalismo de mercado, mas pode revelar-se óptima para a felicidade individual. As melhores coisas na vida são grátis...

Princípios do hygge

Mentalidade hygge
Ter uma mentalidade hygge é ser capaz de ver o lado bom das coisas. Lidar com situações negativas é uma questão de perspectiva.
Pensa num domingo chuvoso, escuro e frio. Esta é a oportunidade perfeita para vestires o pijama, pegares no cobertor e enroscares-te no sofá a ler um bom livro ou a beber um chá quentinho. Ou, então, veste o teu casaco preferido, leva o guarda-chuva debaixo do braço e vai dar um passeio. Aproveita para apreciar o cheiro a terra molhada e a beleza das árvores que se movem ao sabor do vento e da chuva.
Quando deres por ti a queixar-te, pensa numa forma de dar volta à negatividade que tomou conta da tua mente e transforma-a em algo positivo.

Simplicidade
O hygge parte do conceito de minimalismo. Devemos livrar-nos de tudo aquilo que desvia a nossa atenção do que é realmente importante: objectos, pessoas que não nos fazem bem ou maus hábitos. Ao eliminar estas distracções e ao simplificar a nossa vida, passamos a conseguir pensar com mais clareza, a evitar o stress, a poupar mais e a ter mais tempo para nos dedicarmos àquilo que nos faz realmente felizes.
Dicas para aplicares o minimalismo hygge à tua vida:
-Aceita somente compromissos que te façam sentir valorizado(a);
-Faz um esforço para gastares menos dinheiro;
-Apaga do computador as pastas e os documentos de que já não necessitas e passa menos tempo online;
-Guarda somente as peças de roupa de que gostas e usas;
-Opta por uma alimentação saudável, reduz ou elimina o açúcar e todo o tipo de comida processada;
-Aprende a controlar os teus próprios pensamentos e permite apenas a entrada de pensamentos positivos;
-Abandona qualquer hábito que não seja benéfico para ti e para a tua saúde;
-Corta relações com todas as pessoas que te transmitem energia negativa e rodeia-te daqueles que elevam o teu bem-estar.

Abrandar o ritmo
Saber abrandar é uma arte que leva o seu tempo, mas é nestes momentos de encontro connosco mesmos que o reequilíbrio acontece, renovando energias e a nossa ligação com o mundo, desfrutando do prazer de estarmos sintonizados connosco mesmos, em momentos tão triviais como a nossa rotina matinal/nocturna ou no percurso até ao trabalho.

Gratidão e felicidade quotidianas
O hygge pode servir de impulsor da felicidade quotidiana ao aumentar a gratidão no dia-a-dia, fazendo-nos contemplar o valor do que já temos, apreciando muito mais e reduzindo a probabilidade de ser um dado adquirido.
Vários dos ingredientes da prática do hygge são comuns ao que a ciência comprovou que nos pode tornar mais felizes. Dá-nos o objectivo e os métodos para organizar e conservar a felicidade e para ter um bocadinho todos os dias.
A felicidade consiste mais em pequenos prazeres que ocorrem todos os dias do que em grandes pedaços de sorte que acontecem raramente.



Ambiente hygge
O hygge exige um ambiente mágico, rodeando-nos de tudo e de todos os que amamos. Num ambiente hygge não há discussões cerca de política ou de religião, não se fala de problemas profissionais nem do estado económico do país. Há pouco negativismo, queixas e críticas. Também não há egoísmo e competição entre as pessoas e todos ajudam nas tarefas. É um ambiente de partilha e tranquilidade.


Como poderemos incluir a filosofia hygge no nosso dia-a-dia?

Cantinho hygge
Um cantinho hygge é um espaço confortável, aconchegante, acolhedor e simples. A nossa casa deve ser um cantinho feito por nós e para nós, onde nos sentimos felizes, sintonizados connosco mesmos e onde respiramos fundo e inspiramos energia positiva e nos acalmamos instantaneamente. O nosso espaço mágico, um mundo só nosso, onde nos rodeamos daquilo que mais amamos. O mais importante é criar um ambiente de-coração. Só tens de te deixar levar pelas sensações que te fazem sentir bem e pensar nos objectos que te podem provocar esse estado de espírito.
Sugestões de essenciais hygge para criar rapidamente um ambiente confortável:
-Decora o teu cantinho com mantas, almofadas fofinhas e uma mobília leve e acolhedora, de cores claras.
-A luz é um elemento crucial para a criação de uma atmosfera tranquila e terapêutica. O mais importante é que esta luminosidade se assemelhe ao brilho suave e natural de uma vela acesa, de uma lareira ou do pôr-do-sol. Dá preferência a velas com produtos naturais, não perfumadas e não te esqueças de arejar a sala. Se tiveres uma lareira usa-a.
-Decora com plantas ou constrói a tua própria horta. Usa materiais decorativos naturais, tais como madeira, pedras, pinhas, bolotas, folhas, flores e conchas. A ideia é trazer para junto de ti elementos da floresta ou do mar que te conectam com a natureza e, assim, contigo mesmo.
-Decora as prateleiras com livros. Fazer uma pausa com um bom livro é uma das pedras angulares no conceito de hygge, fazem-te esquecer do mundo e desaparecer por entre as páginas.
-Utiliza cerâmica bonita. Uma chaleira, aquela caneca favorita são hygge.
-Os animais de estimação podem proporcionar tranquilidade e conforto. Não há nada mais acolhedor que um gato ou um cão a dormir ao nosso colo. 

Manhãs hygge
Experimenta acordar meia hora mais cedo, de modo a começares o dia com mais calma. Faz alguns exercícios de yoga, respiração ou meditação. Depois, toma um bom pequeno-almoço: começa por um chá morno de limão e come uma fruta, cereais ou pão. Acompanha a tua rotina matinal com uma música que te faça sentir bem e que te dê energia.

Ritual de relaxamento
Sai do trabalho e regressa a pé a casa. Se tiveres de voltar de carro ou de transporte público, ouve uma música tranquila ou vem apenas em silêncio.
Chega a casa, veste uma roupa confortável e faz uma sequência leve de posturas de yoga, uns exercícios de respiração ou uma meditação (15-20 minutos é suficiente). Em alternativa, podes tomar um banho relaxante, sentindo a temperatura da água, que te aquece por dentro e por fora, o aroma do gel de banho e teu corpo.
Prepara um jantar e come em silêncio, evita televisão, computador ou telemóvel.
Após o jantar e enquanto fazes a digestão, bebe um chá quentinho, lê um livro, medita, faz exercícios de respiração, escreve, conversa com o teu namorado(a)/esposo(a)/filhos/amigo(a). Evita luzes fortes e aparelhos electrónicos.

Cozinha hygge
Chocolate de qualidade, bolos e bebidas quentes (chá, café, chocolate quente) são hygge. As pipocas também o são, especialmente se as comermos todos da mesma tigela. Miminhos para saborear de vez em quando.
O chá aconchega-nos o corpo e a alma, é reconfortante ter uma caneca de chá quente nas mãos. Está associado a momentos mais relaxantes, em que a mente e o corpo entram num estado de descontracção. Investe em chá de qualidade.
O segredo para uma boa receita hygge está no amor e na atenção que se dedica a cada pormenor, desfrutando do processo e da alegria de preparar algo reconfortante e com valor. Enquanto cozinhas, sozinho(a) ou com amigos e família, põe uma música relaxante e coloca o teu avental preferido. Assim, todos os sentidos adquirem um valor supremo.
Poucas coisas contribuem mais para o factor hygge do que o aroma de um guisado ou de um bolo acabados de fazer. Especialmente no inverno, agrada-me muito passar uma tarde de fim de semana a confeccionar algo que demore horas no forno ou até em lume brando no fogão. Até se pode prolongar o processo indo a um grande mercado de hortículas, escolhendo cuidadosamente as hortaliças da época. Saborear cada momento, desde a compra de produtos, passando pela confecção até ao degustar propriamente dito.

Roupa hygge
A roupa hygge engloba tudo aquilo com que nos sentimos confortáveis. No outono e inverno: camisolas largas que nos mantêm quentes, cachecóis, camisolas de flanela, meias de lã felpudas e botas quentinhas.

Música hygge
A música hygge é qualquer tipo de música que nos acalma o espírito. Não deve, por isso, ser algo demasiado mexido ou ruidoso. Serviços como o Spotify, deixam criar uma playlist hygge pronta a desfrutar e sempre em construção.

Hygge no trabalho
Existem formas de tornar o nosso ambiente profissional mais cómodo e acolhedor. Preenche o espaço com elementos que te façam sentir confortável e que te transmitam tranquilidade:
-Uma moldura com uma fotografia que te faz recordar um dia maravilhoso.
-Cola na parede frases que te inspiram.
-Decora o espaço com algumas plantas.
-Coloca uma música de fundo suave.
-Completa o espaço com uma cadeira confortável.

Exercício hygge
Um estilo de vida activo é essencial para sermos saudáveis e felizes.
O importante é optar por uma actividade física que te alimente corpo e mente, que te sintonize contigo mesmo(a) e te torne mais consciente do mundo que te rodeia.
Experimenta:
-Fazer caminhadas regulares pela natureza. Alimenta a alma com a maravilhosa paisagem envolvente e é uma forma de inspirar ar puro. Se está a chover, calça umas botas, veste uma gabardina e leva o guarda-chuva. Ao chegares a casa prepara uma caneca de chocolate quente.
-Um passeio de bicicleta. O ideal seria terminar o passeio sentado num parque, a olhar o céu e a desfrutar de um delicioso piquenique. Não há melhor maneira de viver a cidade ou o bairro do que andar de bicicleta. Torna-nos mais saudáveis e felizes.
-Cultiva uma pequena horta. É outra forma de relaxar em contacto com a natureza.
-Fazer yoga, acompanhado por uma música relaxante.
-Dança. E nada melhor que partilhá-la com o(a) parceiro(a).

Companhia hygge
O melhor indicador da nossa felicidade são as nossas relações sociais. A arte do hygge também é a arte de expandir a nossa zona de conforto para abarcar outras pessoas, pois os momentos mais hygge dão-se na companhia dos outros. Afasta do pensamento as preocupações e tarefas rotineiras que servem como desculpa para não passares tempo com aqueles que te fazem feliz.
Os dinamarqueses preferem círculos de amigos mais pequenos quando procuram o hygge.
O hygge é uma maneira de conviver que se adapta a introvertidos. Podem confraternizar sem ficarem esgotados. É sabido que buscam energia dentro de si, ao passo que os extrovertidos retiram energia de estímulos externos. Os introvertidos preferem, em regra, dedicar tempo social aos entes queridos que conhecem bem, ter conversas relevantes ou sentar-se com um livro e uma bebida quente. São sociáveis mas de uma maneira diferente. Nenhum caminho é longo com uma boa companhia...

Os cinco sentidos no hygge
Podemos saborear, ouvir, cheirar, tocar e ver hygge.
O sabor a hygge é quase sempre familiar, doce e reconfortante.
O som do hygge: O crepitar da lenha a arder, pingos de chuva a cair no telhado, o vento a soprar lá fora, o som de trovoada, os sons de alguém a cozinhar.
Cheiro do hygge: O cheirinho de uma padaria, de um pomar da infância, o cheiro a cozinhados, de uma manta que usamos em casa ou o cheiro de um lugar que temos por seguro.
Sensação hygge: Objectos de madeira, uma chávena de chá quente, lã, a sensação de estar dentro de algo quente num lugar onde faz frio.
Ver o hygge: Contemplar movimentos lentos e naturais, a neve a cair suavemente, as chamas de um lume ou de uma vela.

Actividades hygge 

•Na natureza ou cidade...
-Passear na natureza, respirar ar puro e observar os detalhes bonitos das paisagens.
-Fazer um piquenique à beira-mar, num campo ou parque. Levar almofadas, uma mantinha, música e uma cesta com petiscos, bebidas, fruta, pão e queijo.
-Apanhar castanhas, entalhá-las e assá-las no forno.
-Apreciar nascer ou pôr do sol.
-Viajar até à neve com família ou amigos, no final voltar para um bangaló e relaxar com chá quente.
-Andar de bicicleta na cidade ou na natureza.
-Caminhada vagarosa e convivial para descobrir a cidade ou bairro.
-Passeio nocturno pela cidade, à luz das estrelas.
-Aderir a uma horta comunitária.
-Explorar ou descobrir novos lugares.
-Ir lanchar com um amigo a uma pastelaria de qualidade e acolhedora.
-Tirar fotografias.
-Ser voluntário num abrigo para animais abandonados.

•Em casa...
-Sessão de cinema em casa, aninhados no sofá e aconchegados numa manta felpuda, com muitas pipocas.
-Organizar serões livres de tecnologia e jogar jogos de tabuleiro, com música clássica de fundo.
-Ver ou criar álbuns de fotografias com legendas criativas, como poemas ou frases que te relembrem o quão especial foi aquele momento.
-Ler um bom livro à luz das velas ou da lareira, embrulhado(a) numa manta.
-Ouvir música relaxante, aninhado(a) no sofá ou cama e aconchegado(a) numa manta felpuda.
-Tomar um banho relaxante, acompanhado de velas aromáticas e música calma.
-Preparar uma refeição especial ou reconfortante.
-Meditar ou fazer exercícios de respiração durante 20 minutos, numa atmosfera relaxante.
-Fazer uma aula de yoga.
-Aprender algo novo.
-Colher flores silvestres e colocá-las numa jarra.
-Criar uma horta na varanda ou jardinagem em vasos.
-Spa caseiro, com uma música calma ou sons da natureza, umas velas e uma loção hidratante de qualidade para as massagens.
-Simplificar e organizar a casa.
-Construir um guarda-roupa minimalista.
-Abraçar e brincar com os animais de estimação.
-Planear um delicioso jantar à luz das velas, entre amigos.
-Gerar recordações, começando uma nova tradição com amigos ou família.
-Escrever um diário hygge ou de gratidão, apontando os momentos mais hygge que viveste e as experiências hygge que gostarias de ter no futuro ou uma gratidão por dia.
-Fazer uma lista de tudo o que te faz sentir feliz.
-Fazer uma lista de sonhos."

quarta-feira, 10 de janeiro de 2018

Um dia bom


Dia bom é ir a uma consulta de infertilidade e vir de lá com boas noticias!
O caminho faz-se caminhando 

terça-feira, 9 de janeiro de 2018

Adoro ovos


Estrelados, cozidos, mexidos, escalfados! 
Por mim comia ovos todos os dias.

segunda-feira, 8 de janeiro de 2018

2018 e os casamentos


2018 vem com casamentos.
Um amigo, uma prima e o meu irmão (♥♥♥♥♥♥)

Eu adoro casamentos porque se celebra o amor de pessoas especiais.

sexta-feira, 5 de janeiro de 2018

As viagens de 2018


Tenho muitos destinos para ir um dia, mas enquanto esse dia não chega vou concentrar- me em 2018.
2018 vai certamente levar-me a algum sitio novo. Na lista esta Malta, Açores, Rússia e Roma são ainda só possibilidades porque temos sempre um fantasma chamado infertilidade .

quinta-feira, 4 de janeiro de 2018

O meu gato


Adoptamos um gato quase há um ano.
Somos passar um fim-de-semana a casa de uns amigos que tinham resgatado um gato, quando o agarrei senti que ele tinha que ser meu. Trouxemos o gato e ele disse "O gato é teu". Ele que não queria ter gatos, ele que nunca teve gatos rendeu-se ao peludo!
A nossa vida é mais feliz com pelos por por todo o lado ♥