sexta-feira, 9 de março de 2018

Adoptar quando não podemos ser pais bioloigicos


Devido ao nosso problema de infertilidade já nos perguntaram algumas vezes "porque não adoptam?"
Quando me perguntam isto nem sei que resposta dar. A adopção nunca deveria ser uma opção de recuso porque não se consegue ter filhos de outra maneira. 

Antes de saber que tínhamos um problema, antes de ser casada e ter namorado alimentei o desejo de um dia adoptar uma criança. Talvez esse dia, um dia chegue porque o amor é sempre amor.

11 comentários:

Sonhadora disse...

Não devem perguntar por mal, como se fosse a última das hipóteses, acho que dizem isso porque como tu dizes "o amor é sempre o amor", independentemente se são biológicos ou não. E se sempre esteve nos teus planos só demonstra o teu coração gigante, é um acto bonito, há muita criança a precisar desse amor.

Beijinhos. Bom fim-de-semana.

S* disse...

Acho profundamente infeliz esse tipo de comentários. Ninguém deve sugerir semelhante. O casal é que sabe.

rosa_chiclet disse...

eu não imagino essa situação..
tenho medo de quando quiser engravidar me depare com esta situação..
Acho que é uma decisão difícil e não deve ser tomada de animo leve..

beijos***

Green disse...

Concordo contigo.

Love Adventure Happiness disse...

discordo muito de ti... Eu sempre pensei que gostava de adoptar mas percebo perfeitamente quem o faz por não conseguir por via biológica. Se decidem fazê-lo é porque têm amor para dar e decidiram que isso era o mais importante.
Adoptar é caro (sim tratamentos também mas depende) e anos de espera podem tornar essa opção secundária (para mim tornou).

Tulipa Negra disse...

Tal como tu, não acho que adoção deva ser uma segunda opção. Apenas o deves fazer se realmente o desejares e não apenas por não conseguir engravidar. No entanto, tenho a sensação que tu és muito bem resolvida nesse campo e, caso o faças, é porque amas realmente a criança que queres adotar.

Cynthia disse...

Adoptar não devia ser segunda opção, percebo isso. Mas quando não se consegue ter um filho biológico e se opta pela adopção, é inevitável que isso seja uma segunda opção. Ou a opção é, se não conseguimos ter, também não adoptamos porque não se deve fazer isso como último recurso? Amor é amor, falaste bem :) entendo que não façam essa sugestão por mal, podem até querer ajudar, dar-vos soluções, mas são coisas que simplesmente deviam guardar para elas...

♥Cat disse...

"O amor é sempre amor". E é mesmo! ♥

marina maia disse...

Essa sugestão nunca e por mal, falo por mim, tenho um casal amigo que muito sofreram por nao conseguirem, adoptaram um menino de 5 anos, um amor maior para todos nós neste momento, eles parecem-nos muito felizes, mas não sei os traumas que possam ter, já passaram alguns anos...a vida segue o seu rumo, eles parecem-nos menos ansiosos...para nos e filho deles e ja nem lembramos que é adoptado, tenho outra amiga cuja a infertilidade levou ao divorcio, desculpa dizer isto mas e a realidade...mas se te digo isto não é com maldade, ou outra qualquer intenção. Talvez por ser de outra idade o sinta de outra maneira..desculpa

Lady Cat disse...

A adoção é sempre uma opção do coração... quer surja como primeira, como segunda, ou como última opção, o importante é o casal estar bem resolvido e disposto a amar incondicionalmente.... mas afinal não é o mesmo que se faz a um filho biológico?

Beijinho Maria
Como dizes, amor é sempre amor

Vanita disse...

É mesmo isto que penso.